Da Série Boas Notícias: Capitais perdem moradores para municípios vizinhos

 

Finalmente as migrações internas diminuem e, felizmente, diminuem também o inchaço das grandes cidades.

Parar de crescer no ritmo alucinado de São Paulo é necessário para que se possa planejar políticas públicas de qualidade, e para que os equipamentos e estratégias sociais não fiquem defasados antes de serem adotados. É impossível planejar nos municípios que aumentam suas populações sem uma mínima previsão.

 

“Riqueza é dispor de tempo e liberdade”, Eliane Belfort

Leia mais

Encontro com Ministra Izabella Teixeira

Eu e a Ministra Izabella Teixeira em encontro no Centro de Convenções da Câmara Americana de Comércio, em São Paulo

 

A Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, recebeu nessa última quinta-feira, dia 25 de outubro, as mulheres que compõem a Rede de Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade.

Essa rede mobiliza mulheres que ocupam cargos de liderança, interessadas em alavancar questões da sustentabilidade. Sua primeira ação foi a iniciativa “Mulheres Rumo à Rio+20: A Sustentabilidade no Feminino” que deu origem ao documento Plataforma 20, uma contribuição da sociedade brasileira para a Conferência RIO+20.

O objetivo desse encontro, de 25 de outubro, foi discutir as metas desse documento, que estão sustentadas em três eixos: ampliação do número de mulheres em cargos de liderança com atuação na sustentabilidade, fomento do empreendedorismo verde e mudanças nos padrões de produção e consumo, com foco na classe média urbana, em especial nas mulheres.

A rede, atualmente, contempla 368 mulheres de 6 setores da sociedade.

 

“Riqueza é dispor de tempo e liberdade”, Eliane Belfort

Leia mais

Da Série Boas Notícias: Aumento do Ganho Salarial das Mulheres


Segundo dados do Ministério do Trabalho, a indústria é o setor que mais elevou o ganho salarial das mulheres, em 31,7% contra 26,9% para os homens, vejam que boa notícia.

Além disso, a vertente da educação que tem atraído mais mulheres é o ensino profissional. O Senai percebeu essa mudança graças ao aumento de cinco vezes mais mulheres com intenção de participar da competição nacional ‘Olimpíada do Conhecimento’. Para dar um exemplo, a entidade divulgou que no ano de 2002 havia 28 mulheres competindo e hoje, 2012, o número subiu para mais de 140 competidoras.

É a indústria fazendo o desenvolvimento do Brasil!

 

“Riqueza é dispor de tempo e liberdade”, Eliane Belfort

Leia mais

Da Série Boas Notícias: Inclusão Real


A Lei já existe há mais de 20 anos, mas como no Brasil as coisas demoram a acontecer, só hoje chegamos a um número mais expressivo de deficientes físicos no mercado de trabalho formal. Em 2011 mais de 320 mil pessoas portadoras de necessidades especiais estavam com suas carteiras de trabalho assinadas, segundo a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) divulgada recentemente, porém, o Ministério do Trabalho informa que deveríamos empregar em torno de 851 mil pessoas, para que a Lei de Cotas fosse cumprida no país.

O avanço é lento, mas crescente, e é isso que importa. Por isso devemos comemorar essa lei que realmente pegou. Estamos sentindo a evolução e a mobilização da sociedade civil, e é importante que a gente participe cada vez mais para que as leis aconteçam; não só na elaboração, mas também e, principalmente, na adoção por todos os entes públicos e privados.

Leia Mais em http://migre.me/bb2ol

 

“Riqueza é dispor de tempo e liberdade”, Eliane Belfort

Leia mais

Da Série Boas Notícias: Domésticas deixam de ser maior grupo entre trabalhadoras


O Brasil está deixando, aos poucos, de ser o país da mão de obra doméstica para empregar suas cidadãs em outras categorias de trabalho. O último levantamento da Secretaria Especial de Política para as Mulheres (SPM) comprovou que atualmente as mulheres estão buscando novas profissões, graças ao maior grau de escolaridade, e uma das áreas que mais empregam nossas ex-domésticas é o comércio, com 17,6%; o primeiro lugar do ranking das atividades desempenhadas por mulheres.

Agora a classe média precisa mudar a visão conservadora e a relação casa grande/senzala, e educar seus filhos para essa nova realidade. Como disse Delfim Netto “Quem teve, teve; quem não teve nunca mais vai ter”. Aqui, como na Europa e EUA, ter trabalhador doméstico será para os muito ricos, que poderão pagar muito caro por estes serviços.

Leia Mais – http://migre.me/b67zR

 

“Riqueza é dispor de tempo e liberdade”, Eliane Belfort

 

Leia mais

Revista Veja

 

 

Acho que a Revista Veja dessa semana (http://migre.me/b4Myi) se enganou de foto ou de chamada, pois o menino pobre que mudou a cara do Brasil foi o Lula. Ele sim pagou a dívida do FMI, promoveu grande inclusão econômica e social, tirou 40 milhões de brasileiros da pobreza desde 2003, granjeou respeito internacional, nomeou o 1º ministro negro do Superior Tribunal Federal e levou uma mulher à Presidência da República.

 

“Riqueza é dispor de tempo e liberdade”, Eliane Belfort

Leia mais